Gol divulga resultado financeiro do terceiro trimestre

Companhia encerrou o período com uma sólida posição de caixa de R$ 3.073,3 milhões

A companhia aérea Gol anunciou o resultado consolidado do terceiro trimestre de 2015, onde a receita líquida atingiu R$ 2.489,6 milhões, um avanço de 1,1%, e R$ 7.126,0 milhões no acumulado do ano, recuo de 2,9%, em comparação com os mesmos períodos do ano passado. As receitas auxiliares e de cargas chegaram a R$ 306,7 milhões, apresentando crescimento de 12,6% ante o mesmo trimestre de 2014 e representando 12,3% das receitas líquidas totais. A receita internacional alcançou R$ 346,4 milhões, constituindo 13,9% do total. A demanda doméstica aumentou 1,8% no trimestre e 3,8% no acumulado do ano. Isto se refletiu positivamente na taxa de ocupação dos voos internos, que aumentou para 79,3% no período. O resultado operacional (EBIT) foi de R$ 8,9 milhões, uma queda de R$ 143,1 milhões frente ao mesmo trimestre do ano passado. A Gol registrou prejuízo líquido de R$ 2.133,6 milhões no trimestre, dos quais R$ 1.440,6 milhão, ou 67,5%, referem-se às variações monetárias e cambiais líquidas. A companhia encerrou o terceiro trimestre de 2015 com uma sólida posição de caixa de R$ 3.073,3 milhões, o que representa 31,2% da sua receita líquida dos últimos doze meses. A Gol anunciou uma nova projeção de margem operacional (EBIT) para o ano de 2015, com o intervalo de -2% até neutro, ante projeção de 2 até 5%. Esta nova projeção é reflexo da alta volatilidade cambial e da queda de atividade da economia brasileira que aumentaram os custos e as despesas e reflete a queda da receita com transporte de passageiros, fruto da mudança de mix entre clientes a lazer e a negócios. Foto: Paulo Berger

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn