Gol fecha acordo com a Boeing em relação ao modelo 737 MAX

Entendimento inclui compensação em dinheiro e alterações em pedidos futuros e pagamentos associados

A companhia aérea Gol anunciou ter chegado a um acordo com a fabricante norte-americana Boeing com relação ao modelo 737 MAX, que inclui compensação em dinheiro e alterações em pedidos futuros e pagamentos associados. Desde a sua fundação há quase vinte anos, a empresa opera uma frota única de aeronaves da marca e até o momento recebeu e operou mais de 250 aeronaves Boeing 737. No primeiro trimestre do ano passado, a inesperada paralisação da nova versão determinada pelas agências reguladoras FAA, EASA e ANAC, resultou na parada de sete aeronaves do tipo na GOL e também a não entrega de outros 25 exemplares programados para 2019. Isso impactou negativamente as operações da operadora, o seu crescimento e o seu plano de renovação da frota. Depois de considerar cuidadosamente esses impactos, a Gol e a Boeing chegaram a um acordo que provê a companhia aérea com compensação e a flexibilidade para implementar os requisitos dinâmicos da frota para equilibrar oferta e demanda. Enquanto os detalhes deste acordo são confidenciais, ele é composto por compensação em dinheiro e o cancelamento de 34 pedidos, reduzindo as encomendas firmes remanescentes para aeronaves 737 MAX de 129 unidades para 95 e aumentando a flexibilidade para atender as necessidades futuras de frota. Foto: Arthur Gulmini

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn