Governo italiano planeja injetar 3 bilhões de euros na nova Alitalia

Sob controle estatal, a empresa se concentrará em rotas de longo curso e também com novas alianças transatlânticas

O governo italiano esperá injetar pelo menos 3 bilhões de euros para ajudar na formação da nova companhia aérea Alitalia. A decisão se deve a 11 anos de difícil gerenciamento privado e três tentativas fracassadas de reestruturação, além dos problemas exacerbados pela crise do COVID-19 que devastou o setor aéreo global. Agora, sob controle estatal, a empresa se concentrará em rotas de longo curso e também com novas alianças transatlânticas. Dessa forma, o governo italiano criará a nova empresa no início de junho e irá deter 100% da Alitalia, que iniciará a nova fase com uma frota de mais de 90 aeronaves, em comparação com seus 113 aviões atuais. Também haverá uma discussão sobre a possível saída da aliança SkyTeam e ingresso a uma nova, já que o acordo de codeshare com a Delta vai expirar no dia 24 de maio e a companhia norte-americana parece não ter a intenção de renová-lo. Mais informações no portal www.passageirodeprimeira.com. Foto: Paulo Berger

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn