Grupo LATAM estende medidas de apoio aos seus viajantes

Companhia e suas filiais oferecem alternativas de viagem para passageiros da Argentina, Colômbia e Peru após restrições anunciadas em cada país

O Grupo LATAM Airlines estendeu suas medidas de apoio aos seus passageiros após as restrições anunciadas pelas autoridades da Argentina, Colômbia e Peru, com o objetivo de controlar a propagação do COVID-19. Em voos para a Argentina, passageiros que viajam de/para Itália, Espanha, França, Alemanha, Estados Unidos, Irã, Japão, China e Coreia do Sul e que adquiriram passagens até 5 de março para voar entre 6 de março e 30 de abril, podem escolher reprogramação da data e/ou destino do voo (sem multa, mas sujeito à diferença tarifária e validade do bilhete) para voar até 31 de dezembro de 2020. Além disso, a LATAM anunciou a suspensão da rota entre Buenos Aires/Ezeiza e Miami entre 12 e 16 de março. Os viajantes impactados podem optar por alteração da data até 15 dias após a data original do voo, sem cobrança de multa, mas sujeito à disponibilidade de cabine ou alteração da rota sem cobrança de multa e sujeito a diferença tarifária. Em operações para a Colômbia, passageiros que viajam de e para Itália, Espanha, França ou China e que adquiriram passagens até 5 de março, para voar entre 6 de março e 30 de abril, podem escolher a reprogramação da data e ou destino do voo (sem multa, mas sujeito à diferença tarifária e validade do bilhete) para voos até 31 de dezembro. Além disso, a autoridade local determinou que passageiros que cheguem ao país da China, Itália, França ou Espanha, sendo origem ou conexão, devem cumprir as medidas de quarentena por um período de 14 dias na cidade de destino final; todos os passageiros que entrem na Colômbia devem preencher previamente o formulário de controle preventivo contra o COVID-19 em pontos habilitados nos aeroportos; viajantes que cheguem ao país da China, Itália, França ou Espanha, sendo origem ou conexão, devem possuir um certificado de saúde ou estar afiliados ao Sistema Geral de Segurança Social em Saúde ou aos regimes Especial ou de Exceção; e os passageiros estrangeiros que se recusem a preencher o formulário de controle preventivo de imigração ou não tenham seguro médico serão inadmitidos. No caso de viajantes de nacionalidade colombiana, haverá sanções econômicas. Nos voos para o Peru, passageiros que viajam de/para Itália, Espanha, França ou China e que adquiriram passagens até 5 de março, para voar entre 6 de março e 30 de abril, podem escolher a reprogramação da data e ou destino do voo (sem multa, mas sujeito à diferença tarifária e validade do bilhete) para operações até 31 de dezembro. Para mais informações, acesse o portal www. latam.com.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn