Grupo Lufthansa conectará Brasil e Europa com dez voos semanais em setembro

Swiss ampliará oferta para cinco voos semanais entre São Paulo e Zurique

Como parte do plano de retomada gradual das operações do Grupo Lufthansa, a partir de setembro a companhia aérea Swiss contará com cinco voos semanais decolando de São Paulo com destino à Zurique, dois a mais do que a oferta atual. Com a adição das novas frequências, o grupo passará a conectar Brasil e Europa com dez voos semanais, divididos igualmente entre Lufthansa e Swiss. Desde o início da pandemia, o grupo manteve suas atividades no Brasil, com três voos semanais na entre rota São Paulo e Frankfurt, expandidos para cinco no mês passado. No início de julho foi a vez da transportadora suíça retomar suas operações no País, oferecendo três voos semanais. O plano de retomada das operações ainda prevê que, a partir de setembro, as operadoras do grupo retomem 90% das rotas de curto e médio curso e 70% das linhas intercontinentais. Desde junho, a companhia oferece importantes conexões aos passageiros que viajam do Brasil para a Europa e Oriente Médio. Foram retomadas rotas para cidades da Áustria, França, Grécia, Itália, Espanha e Suíça, totalizando 106 destinos apenas na Europa, além de 130 destinos em todo o mundo. Voos para Tel Aviv e Dubai também estão em operação. Durante a pandemia, a Lufthansa Cargo transportou aproximadamente 20.000 toneladas de cargas importadas e exportadas do Brasil, incluindo itens médicos essenciais como testes e respiradores. A demanda adicional levou a divisão a aumentar o número de voos para o País, adicionando uma quinta frequência ao seu calendário semanal de voos. Desta maneira, unidade tem operado cinco voos por semana, que conectam Frankfurt ao Aeroporto de Viracopos, em Campinas/SP, assim como tem reforçado seu serviço regular com fretamentos e operações adicionais. Além disso, os cargueiros também escalam em Curitiba, Guarulhos e Nordeste, onde a Lufthansa Cargo também fará o remanejamento de suas duas operações de Natal, no Rio Grande do Norte, para Recife, em Pernambuco. Devido ao atual cenário, as unidades têm aumentado sua cooperação utilizando aeronaves de passageiros para realizar transporte de carga, permitindo assim o reabastecimento de equipamentos médicos produzidos na Ásia. Seis aeronaves A330 foram destacadas para complementar a frota dos MD-11F e Boeing 777F da Lufthansa Cargo. Os assentos foram removidos permitindo o carregamento na cabine principal. Quatro jatos A350 também estão sendo utilizados nessas missões desde a base em Munique, enquanto Swiss opera este tipo de voo com aeronaves Boeing 777-300ER. Foto: Antonio Carlos Jr.

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn