Grupo Lufthansa endurece restrições para isenção do uso de máscara

Nova medida entra em vigor no dia 1º de setembro e passageiros serão avisados com antecedência

O Grupo Lufthansa anunciou ter endurecido as condições sob as quais os viajantes podem ser isentos de uso de máscaras a bordo. A partir do próximo dia 1º de setembro, os passageiros terão que apresentar prova de teste negativo do COVID-19 com não mais de 48 horas do início da viagem programada, bem como um atestado médico confirmando que não devem ser obrigados a usar a proteção facial. A empresa afirmou que a partir de agora os viajantes serão amplamente informados sobre os novos requisitos, nomeadamente nos sites das operadoras integrantes e nas redes sociais, bem como via e-mail e SMS, de forma a dar tempo aos passageiros para se adaptarem a nova regra. Nas últimas semanas, várias transportadoras aéreas, principalmente nos Estados Unidos, endureceram suas políticas de isenção de proteção facial, incluindo o banimento de máscaras com respiradouros.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn