Grupo Lufthansa publica resultados financeiros preliminares do primeiro trimestre

Liquidez disponível da empresa é atualmente de cerca de 4,4 bilhões de euros

As restrições de viagem impostas devido à disseminação global do COVID-19 tiveram um impacto significativo no desempenho financeiro do Grupo Lufthansa no primeiro trimestre de 2020. As vendas consolidadas no período caíram 18% preliminarmente, chegando a 6,4 bilhões de euros, contra 7,8 bilhões de euros no mesmo período do ano passado. Somente em março, as vendas caíram quase 1,4 bilhão de euros, ou 47%. A redução de custos compensou apenas parcialmente a queda nas vendas no período. A título provisório, o EBIT  ajustado do Grupo Lufthansa no primeiro trimestre deste ano é de -1,2 bilhões de euros contra -336 milhões de euros no mesmo trimestre de 2019. A empresa espera que a deterioração dos ativos relacionados à crise e o desempenho negativo dos hedges de combustível tenham um impacto negativo adicional nos ganhos do trimestre. Atualmente, não há previsão de quando as companhias aéreas do grupo poderão retomar as operações de voo além do horário de retorno atualmente aplicável. O Grupo espera, portanto, uma perda operacional significativamente maior no segundo trimestre do ano do que no primeiro. A liquidez disponível do Grupo Lufthansa é atualmente de cerca de 4,4 bilhões de euros. Medidas de financiamento no valor de cerca de 900 milhões de euros desde meados de março contribuíram para fortalecer a liquidez. Em particular, foram estabelecidas linhas de crédito bilaterais e empréstimos de curto prazo. Mais informações no portal https://www.lufthansagroup.com.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn