Kenya Airways prepara-se para converter Boeing 787 em cargueiro temporário

 Avançando ainda mais para o negócio de carga e frete durante este período de redução da atividade de passageiros, a Kenya Airways obteve a aprovação para converter alguns de seus Boeing 787. Com a aprovação vinda da Autoridade de Aviação Civil do Quênia, isso pode permitir que a companhia aérea utilize totalmente sua frota de nove Dreamliner. Um terço desses jatos widebody está atualmente listado como inativo.

A recente aprovação vem semanas depois que a Administração Federal de Aviação dos EUA (FAA) também atendeu ao pedido da companhia aérea.

Isso indica que poderemos ver logo alguns voos de 787 apenas de carga entre Nairóbi e Nova York. O primeiro é o principal hub da companhia aérea e a capital do Quênia, e o último é seu único destino estabelecido nos Estados Unidos, embora a Kenya Airways tenha voado para Atlanta em algum momento do ano passado, o que poderia ser outro possível destino de carga nos EUA.

No auge das restrições de viagens, a Kenya Airways também estava usando seus 787 e suas cabines de passageiros para o transporte de carga. No entanto, isso foi realizado sem remover os assentos, limitando severamente a capacidade, bem como o tempo de carga e descarga.

Foto: Divulgação

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn