KLM deixa grande parte da frota estacionada no Aeroporto Schiphol

No total, mais de 200 aeronaves de várias companhias aéreas serão parqueadas no terminal, das quais mais de 100 são da operadora holandesa

Como resultado da crise do COVID-19, a companhia aérea KLM mantém um grande número de suas aeronaves em terra desde o início da temporada de verão na Europa. Além de alguns destinos na rede, atualmente estão sendo realizados apenas voos de repatriação. Dessa forma, a maioria dos aviões que não voam estão estacionados em Schiphol. Inspeções periódicas são realizadas durante todo o período de manutenção em solo. A KLM trabalha em conjunto com a administração do aeroporto, a fim de usar o tempo e espaço disponíveis da maneira mais eficiente possível. No total, mais de 200 aeronaves de várias companhias aéreas serão estacionadas em Schiphol, das quais mais de 100 são da operadora holandesa. No que diz respeito aos jatos de grande porte, treze Airbus A330, quinze Boeing 777-200 e sete 747-400 restantes estão estacionados no terminal. As aeronaves menores como os 17 Embraer 175, 15 Embraer 190 e 34 Boeing 737 também estão parqueados em Schiphol. Os destinos para os quais a KLM ainda opera e os voos de repatriamento são executados com os modelos Boeing 777-300ER, 787 Dreamliner e os restantes Embraer 190 e Boeing 737. Foto: Paul Hidderhof

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn