KLM divulga números operacionais de março

Operações nos dias finais do mês caíram para apenas 15% dos níveis alcançados no ano passado

A companhia aérea KLM anunciou que o impacto do surto do COVID-19 em todo o mundo refletiu fortemente nos números de tráfego registrados no último mês de março, já que os países cada vez mais fecham seu espaço aéreo e os passageiros param de viajar. O número de voos cancelados aumentou à medida que o mês avançava e as operações nos dias finais do mês caíram para apenas 15% dos níveis alcançados no ano passado. Isso reduziu em 54% o número de passageiros da empresa pela rede em comparação com o mesmo mês de 2019. A taxa de ocupação caiu 22% pontos, contra uma queda no movimento de 49% e uma redução de 32% na oferta de assentos. A queda no número de viajantes foi mais significativa para destinos na Ásia com 61,3%, seguida por uma redução de 57,4% para cidades na Europa e no norte da África. Isso resultou também na redução de capacidade de 24,5% e uma queda de 24,7% no tráfego de carga devido a cancelamentos de voos. A KLM iniciou o horário de verão em 1º de abril operando cerca de 10% de seus voos em comparação com os números do ano passado. Todas as atividades da coligada Transavia foram suspensas.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn