KLM retoma voos de passageiros para a China após cinco meses

Empresa opera um voo por semana para Xangai em aeronave Boeing 777-300 e escala em Seul

A companhia aérea KLM retomou os voos de passageiros do Aeroporto Schiphol, em Amsterdã, para Xangai devido ao relaxamento das restrições de viagem pelo governo chinês. Essas operações são adicionais ao transporte aéreo de carga iniciado em 20 de abril para trazer suprimentos médicos. Os voos para a China continental foram suspensos no início de fevereiro em conexão com o COVID-19. Atualmente, a empresa opera um voo por semana para Xangai em aeronave Boeing 777-300, com uma parada em Seul. Com a reabertura da rota, a transportadora holandesa enfatiza a importância do mercado chinês em sua rede. A KLM também está cumprindo os requisitos rigorosos estabelecidos pelo governo chinês para a retomada de voos internacionais. Isso significa que os passageiros devem preencher um formulário de declaração de saúde on-line e devem ter a temperatura corporal verificada. Os banheiros também são inspecionados com maior frequência durante o voo e há menor número possível de momentos de contato entre a tripulação e passageiros, o que significa que há um número limitado de refeições disponíveis nesses voos.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn