LATAM aumentará operação em setembro com mais voos no Chile, Brasil e Equador

Companhia também reativará a subsidiária colombiana em oito rotas

Apesar do cenário adverso esperado para os próximos meses, a companhia aérea LATAM anunciou para o mês de setembro um aumento de suas operações nos diversos mercados onde atua. No esforço de restaurar gradativamente a capacidade, considera mais frequências em destinos domésticos no Chile, Brasil e Equador, bem como o início da operação nacional na Colômbia. Além disso, está sendo considerada a recuperação de outras três rotas internacionais do Chile. Durante o mês, a empresa espera voar para 11 destinos domésticos no Chile, passando de 20 para 35 frequências diárias, além das operações para Miami, Madrid e São Paulo que estão em curso, e aretomada dos voos para Los Angeles, Nova York/JFK e Montevidéu. Também é considerado um aumento para três frequências semanais na rota entre Santiago e Madri. O Brasil continua apresentando as melhores projeções de recuperação. Nesse contexto, a empresa passará de 171 para 273 voos diários. A operação considera os destinos operados em code share com a Azul, que somam voos para sete novas cidades: Montes Claros, Governador Valadares, Juazeiro do Norte, Petrolina e Fernando de Noronha, Campina Grande e Campinas. Nas rotas internacionais do hub de São Paulo, a transportadora aumentará as operações para Nova York oferecendo três voos semanais. Dessa forma, a rede internacional administrada pelo hub brasileiro considera rotas para Nova York, Frankfurt, Lisboa, Londres e Madri. No Peru, a LATAM mantém uma operação reduzida em decorrência das restrições que o governo possui e a partir de 1º de setembro, a subsidiária colombiana reativará seus voos em oito rotas. Inicialmente, serão operados voos de Bogotá a Barranquilla, Bucaramanga, Cali, Cartagena, Leticia, Medellín, Santa Marta e San Andrés. No Equador, estão programadas 30 frequências semanais, o que representará um aumento de 50% em relação a agosto. De Quito serão atendidos os destinos Coca, Cuenca, Guayaquil e Manta, enquanto de Guayaquil partirão as rotas para Baltra e San Cristóbal, ambas nas Ilhas Galápagos. Mais informações no portal www.aero-naves.com .

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn