LATAM Cargo inaugura câmara fria para exportação de perecíveis

Companhia investiu US$ 3,5 milhões no Aeroporto de Guarulhos, de onde opera voos para mais de 33 destinos na América do Sul, além de 14 cidades na América do Norte, Europa, África e Ásia

A LATAM Cargo inaugurou no Aeroporto de São Paulo/Guarulhos sua câmara fria com o objetivo de garantir a qualidade e o frescor dos produtos perecíveis transportados de diferentes países da América do Sul com conexão no Brasil para a América do Norte e Europa. A companhia é reconhecida por sua expertise no transporte de produtos frescos, modalidade de carga que representa 45% do total transportado anualmente pela empresa. Neste sentido, Guarulhos possui importância especial, já que 85% do total de cargas que passa pela localidade é de perecíveis. Além disso, a decisão estratégica de posicionar o aeroporto como centro de conexões mais importante do grupo também foi uma das motivações para a empresa investir US$ 3,5 milhões com a construção das novas instalações. A câmara fria possui uma área total de 1.637m², dos quais 50% (825m²) contam com espaços de refrigeração com faixas de temperatura que variam entre 0 e 2°C e entre 2 e 12°C, para armazenagem e repaletização. Além disso, o sistema permite aumentar a temperatura de qualquer uma de suas câmaras até 22°C. Com a nova estrutura, o grupo aumentou em 33% sua capacidade de armazenamento de cargas perecíveis em Guarulhos. Do total de salmões transportado pela companhia, 19% que passa pelo terminal segue majoritariamente para os Estados Unidos e China; do total de aspargos peruanos, 14% tem como destino, principalmente, o Reino Unido e a Alemanha; e dos total de mangas vindas do Peru, 22% conectam em Guarulhos para seguirem a Espanha e França, entre outros países. Outros produtos que passam por Guarulhos são cerejas, amoras, trutas, merluzas austrais e flores, com necessidades de temperaturas de armazenamento distintas. Desde 2014, a empresa investe em um plano de negócios que envolve a reforma e construção de novos terminais, além de segurança e tecnologia. Além disso, foi proposto expandir sua oferta de capacidade de transporte de carga em diferentes rotas, tanto no mercado nacional quanto internacional.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn