Lufthansa procura simplificar sua frota

 

A Lufthansa está procurando simplificar sua frota de longa distância na próxima década para reduzir os custos operacionais e de manutenção. O Grupo vai reduzir o número de modelos de aeronaves que opera pela metade e reduzir sua frota em 150 aviões. A decisão de simplificar a frota surge no momento em que o Grupo cambaleia com o efeito do COVID-19.

No geral, o Grupo Lufthansa reduzirá o número de tipos de aeronaves de longo curso de 14 para apenas oito em meados da década de 2020. Isso seria alcançado aposentando os Boeing 747-400, 767-300, 777-200, Airbus A330-200, A340-300, A340-600 e MD-11F.

Embora muitos desses modelos de aeronaves provavelmente estivessem se encaminhando para a aposentadoria nesta década, a Lufthansa deixou claro que leva a sério a simplificação e a redução de custos com seu anúncio. Alguns desses modelos podem ser uma surpresa, com a Lufthansa recentemente repintando um A340 para mostrar seu compromisso com o tipo.

No entanto, a simplificação da frota não é uma via de mão única neste caso. Para compensar os tipos de aeronaves perdidos, a Lufthansa vai assumir os novos Boeing 787-9 e o atrasado 777X. Essas aeronaves são muito mais eficientes do que os aviões que substituirão, aumentando a economia de custos.

Isso significa que o Grupo Lufthansa continuará operando 747-8s, 777-300s, 777Fs, A330-300s, A350-900, 787-9, 777X e possivelmente o A380. Notavelmente, a Lufthansa não listou sua frota de Airbus A380 em seus planos de aposentadoria. No entanto, o futuro dos oito A380s atualmente em armazenamento de longo prazo permanece no limbo por enquanto.

Foto: Divulgação

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn