Lufthansa resolve comprar mais 10 widebodies Airbus e Boeing

O conselho supervisor do Grupo Lufthansa aprovou na segunda-feira (03/05) a compra de cinco Airbus A350-900 e cinco Boeing 787-9 como parte de um programa de renovação de frota de longa data que terá 175 novas aeronaves entregues ao grupo nesta década. A Lufthansa Airlines voará com todos os 10 aviões de longo curso, começando com o primeiro 787-9 já no próximo inverno europeu e continuando na primeira metade de 2022. A decisão de segunda-feira leva o número total de pedidos firmes de Boeing 787-8/9 e 777-9 a 45.

O pedido dos Airbus A350-900 eleva o total de pedidos firmes da Lufthansa para os para 45. Os planos preveem que os recém-encomendados A350-900 entrem na frota da aérea em 2027 e 2028.

A Lufthansa disse que o 787-9 e o A350-900 substituirão o A340 de quatro motores como parte de um processo que verá uma redução inicial da frota. Os planos preveem a redução do número de quadrimotores na frota de longo curso do grupo para menos de 15 por cento até o meio da década; antes da crise, a participação era de cerca de 50%. As compras das aeronaves efetivamente aceleram a redução da complexidade da frota para maior eficiência. A Lufthansa estima que os custos operacionais das novas aeronaves serão 15% menores do que os dos modelos que substituirão.

O investimento em novas aeronaves está em conformidade com o acordo entre o Fundo de Estabilização Econômica da República Federal da Alemanha (FSM) e a Deutsche Lufthansa AG, declarou o grupo. O investimento também se alinha com a política do grupo de limitar as despesas de capital anuais ao nível de depreciação e amortização e focar estritamente no aumento do valor da empresa, acrescentou.

 Foto: Airbus

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn