Macaé quer liderança regional no transporte aéreo de cargas

Aeroporto será reformado para para atender à expansão da indústria do petróleo

O Aeroporto de Macaé é um dos beneficiados do programa de investimento em logística do governo federal. Localizado a 150 km da cidade do Rio de Janeiro, o local já está sendo reformado. No entanto, a cidade necessita de uma pista que comporte aviões grandes para atender a demanda do município, que tem como principal atividade econômica a produção de petróleo. Para discutir o projeto de ampliação do aeroporto, a Secretaria de Aviação Civil participará de seminário realizado pelo governo municipal em 1º de setembro próximo. O evento contará com a participação de empresas, representantes dos governos federal, estadual e da Infraero. A proposta é conhecer as necessidades das indústrias do setor de óleo e gás. A meta é transformar o local em uma das principais bases regionais na operação do transporte aéreo de cargas e desta forma, evoluir a logística offshore no município, fundamental ao futuro das atividades de exploração e produção de petróleo no país. O aeroporto opera 24 horas por dia e tornou-se a principal base de apoio da Bacia de Campos. É o que registra maior número de pousos e decolagens de helicópteros na América do Sul. Diariamente são realizados cerca de 200 voos, responsáveis pela circulação de cerca de 1.300 passageiros.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn