Mundo da aviação se reúne no Rio de Janeiro a partir de hoje

Vão estar presentes dirigentes que comandam o setor para discutir como dinamizar o mercado, abrir novos negócios e fortalecer a aviação

Para dinamizar o mercado do setor aéreo, promover negócios, fomentar o debate e fortalecer a Aviação na América Latina, importantes players da aviação executiva e comercial e da indústria aeronáutica no mundo vão se reunir até o próximo dia 2 de abril, no International Brazil Air Show, no Rio de Janeiro. Também estarão presentes governos, executivos do setor privado e representantes da alta gestão aeroportuária brasileira e internacional. São esperados cerca de 80 mil visitantes. O evento vai discutir as tendências, perspectivas, entraves e soluções para o setor, que hoje contribui com 1,3% do PIB do Brasil e é responsável por cerca de 1,6 milhão de empregos – quando adicionados postos de trabalho relacionados ao turismo na Aviação. Os grandes temas em discussão são organizados por eventos. A Secretaria Nacional de Aviação Civil realizará seu 1º Seminário de Tecnologia e Inovação para Aeroportos, que visa debater e apresentar novidades que aprimoram o desenvolvimento das operações aeroportuárias no Brasil. Outro destaque da programação está no seminário Wings os Change (WoC), que vai reunir de forma inédita, líderes e especialistas de vários segmentos da Aviação. A atividade é organizada pela IATA (International Air Transport Association), entidade que congrega cerca de 265 companhias aéreas, o equivalente a 83% do trafego aéreo total do mundo. Já o Aerospace Day, realizado em parceria com o Parque Tecnológico São José dos Campos, terá como foco a indústria Aeroespacial do Brasil e as oportunidades do mercado brasileiro para este setor. Além disso, haverá demonstração de paraquedismo, exposição de aeronaves e equipamentos, simuladores de voo e apresentações da Esquadrilha da Fumaça e da Esquadrilha CEU, em Copacabana. O Brasil é um grande produtor de aeronaves e tem grande importância nesse setor para a América Latina, já que a Embraer é o terceiro produtor mundial de jatos comerciais e suas aeronaves operam em mais de 150 companhias aéreas ao redor do mundo. O País ainda se destaca por uma ampla aviação geral (executiva), incluindo voos com helicópteros, além de ter uma grande força na aviação agrícola. Mais informações no portal www.aviacao.gov.br.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn