Norwegian quer voar dentro do Brasil

Empresa norueguesa de baixo custo opera com tarifas que custam a metade do preço das convencionais

Em reunião com o ministro do Turismo do Brasil, Vinicius Lummertz, em Estocolmo, na Suécia, a diretora de Comunicação e Relações Públicas da companhia aérea Norwegian, Charlotte Holmbergh Jacobsson, afirmou que a empresa considera operar trechos internos caso o país aprove a abertura das transportadoras aéreas ao capital estrangeiro. A quinta maior empresa de baixo custo no mundo e a primeira delas a obter autorização da ANAC para operar no Brasil ainda estuda qual será a primeira rota a ser implementada. A briga está entre Rio de Janeiro e São Paulo, mas o Ceará iniciou uma ofensiva para atrair a Norwegian para Fortaleza, que nos últimos três anos e meio registrou um salto de oito para 48 rotas internacionais por semana. No pacote de benefícios apresentados está o investimento de US$ 500 mil por rota implementada nos três primeiros anos para promoção e atração de passageiros. Para o ministro doTurismo, é fundamental que o Congresso Nacional permita a abertura total das companhias aéreas ao mercado internacional. Com a medida, empresas estrangeiras poderão voar no mercado doméstico se abrirem uma filial em território brasileiro. Enquanto Argentina e Colômbia têm nove e oito transportadoras aéreas operando as rotas domésticas, no Brasil quatro empresas concentram mais de 99% do mercado. 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn