O Airbus A380 poderá não voltar a voar na Etihad

O CEO da Etihad afirmou que não tem certeza se a frota do A380 da companhia aérea algum dia retornará aos céus. Em vez disso, a aérea está se concentrando em jatos menores e mais eficientes para operar em suas rotas, com o 787 Dreamliner marcado como a espinha dorsal de sua frota.

A Etihad tem um total de 10 Airbus A380 em sua frota, todos parados desde março de 2020. Com a demanda por aeronaves de alta capacidade quase inexistente, juntamente com custos operacionais mais elevados, muitas outras companhias aéreas ao redor do mundo fizeram o mesmo.

De acordo com Tony Douglas, CEO da Etihad, “a transportadora não tem planos de voar com seus A380 tão cedo e não está claro se eles retornarão, pois os jatos de dois andares teriam uma função apenas nas rotas mais movimentadas para cidades como Londres e Nova York, no caso de uma forte recuperação.”

“A ideia realmente é nos concentrarmos no 787 Dreamliner, declarou Parker”.

A companhia aérea ainda tem interesse em jatos grandes, com seis pedidos pendentes para o novo Boeing 777-9. Com capacidade para 426 passageiros, o 777-9 deve entrar em serviço no final de 2023, após atrasos contínuos, e sem data para serem recebidos.

Foto: Divulgação

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn