Passageiros norte-americanos estão prontos para o autoatendimento além do check-in

Procedimentos de bagagem e segurança são as principais áreas para melhorias

Os viajantes aéreos dos EUA avaliam os procedimentos de bagagem e de segurança demorados como as principais áreas para melhorias, de acordo com recente pesquisa da empresa especialista em TI SITA. O relatório anual confirma que os aeroportos podem melhorar significativamente a experiência e satisfação do passageiro ao automatizar esses e outros processos durante a jornada aérea. Quando perguntados sobre os setores que devem ser aperfeiçoados, 77% dos entrevistados citam segurança e procedimentos de patrulha de fronteira, enquanto 73% mencionam a retirada da bagagem no desembarque como a principal preocupação. Como as soluções automatizadas de bagagem e de fronteira estão se popularizando nos EUA, é provável que sua disponibilidade aumente nos aeroportos norte-americanos, com o objetivo de automatizar um número maior de processos, na medida em que os passageiros continuam exigindo mais comodidade ao seu alcance. Hoje, apenas 24% dos entrevistados utilizam uma estação de autosserviço para despachar as malas, no entanto 30% afirmam que fariam uso da tecnologia, caso estivesse disponível no futuro. E mais do que o dobro desse número, 65% dos entrevistados, contam que gostariam de receber atualizações da bagagem via dispositivo móvel em tempo real. Para mais informações acesse o portal www.sita.aero.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn