Planejamento da FAB propicia ajuste de rotas aéreas

Análise propiciou o ajuste de cerca de 15,3% das 3 mil rotas aéreas comerciais em operação no país apenas neste ano

Cerca de cinquenta militares, entre pilotos e controladores de tráfego aéreo, fizeram parte do trabalho conjunto entre a Força Aérea Brasileira e as empresas aéreas com o objetivo de melhorar e otimizar o fluxo das rotas de voo. A análise propiciou o ajuste de cerca de 15,3% das 3 mil rotas aéreas comerciais em operação no país apenas neste ano. O projeto do DECEA está em vigor desde maio deste ano e as alterações, que envolvem 460 rotas, devem gerar, a médio prazo, uma economia anual de R$ 100 milhões aos cofres das empresas, de acordo com a ABEAR, que reúne 99% do setor aéreo. Das 460 rotas, 142 foram ajustadas neste mês, após seis meses de análise. Elas passarão a valer em março de 2015.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn