Presidente da Emirates acredita que a demanda pode retornar a um ritmo surpreendente no quarto trimestre

“O ideal é que o programa de vacinas derrote o vírus até o outono deste ano e tenhamos algum alívio, então a demanda voltará em ritmo alucinante. As companhias aéreas de baixo custo se beneficiarão com as viagens dentro da Europa, o mercado doméstico dos EUA, o mercado doméstico da China e as viagens internacionais (também) retornarão em grande número”, disse Tim Clark, presidente da Emirates.

“Mas o problema será duplo. A capacidade das companhias aéreas de atender à demanda quando ela vier e, em segundo lugar, a condicionalidade dos requisitos de acesso do país ”, acrescentou.

Embora as companhias aéreas e os aeroportos tenham realmente feito um grande esforço para “higienizar” a maneira como gerenciam o bem-estar dos passageiros, mitigando o risco por meio de seus protocolos, isso por si só não seria suficiente.

“É uma questão de como vamos navegar nos próximos seis meses e se acertarmos com uma distribuição equitativa de vacinas, regimes de testes simplificados e mais baratos, tudo isso leva à teoria de que até o final do ano estaremos de volta negócio em alguma escala”, afirmou o executivo.

Foto: Divulgação

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn