Primeiro jato Boeing 777-9 da Lufthansa já está em produção

Transportadora está confiante de que o cronograma atual será cumprido e que o modelo chegará na Alemanha em julho de 2020

A companhia aérea Lufthansa anunciou que seu primeiro jato Boeing 777-9 já está com as partes principais da fuselagem, inclusive a seção intermediária, que antes se juntou às asas montadas. A empresa está confiante de que o cronograma atual será cumprido e que o modelo chegará na Alemanha em julho de 2020. A nova versão é baseada no comprovado 777, que já está sendo usado pela Lufthansa Cargo, Austrian Airlines e Swiss na versão de passageiros. Com um comprimento de 76,6 metros e uma largura de 71,8 metros, o 777-9 supera seu antecessor e é atualmente o avião de passageiros mais longo do mundo. As asas extremamente compridas e estreitas são principalmente feitas de fibra de carbono e contribuem para menor consumo. Com essa envergadura, o modelo não encontrará mais uma posição de estacionamento adequada em todos os aeroportos. No entanto, os últimos três metros e meio das asas podem ser dobrados e o avião pode ser estacionado como um 777 convencional. Além da construção leve e novo design da asa, os novos desenvolvimentos da General Electric são um fator importante na melhoria da eficiência de combustível em 20% em comparação com o 777-300ER. Com um diâmetro externo de 4,4 metros, é maior que a largura da fuselagem de um 737. O diâmetro da fuselagem de 6,20 metros é quase tão grande quanto o de um 747. O 777-9 tem espaço para cerca de 400 passageiros, dependendo da configuração. 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn