Reestruturação da Airberlin visa gerar crescimento de longo prazo

Principais operações serão atendidas por uma frota de 75 aeronaves a partir de meados de 2017

A companhia aérea Airberlin anunciou uma reestruturação abrangente de seus negócios que visa concentrar a operação em voos de carreira e focar nos mercados de maior rendimento, a partir de seus dois grandes hubs em Berlim e Dusseldorf. Os voos turísticos serão combinados em uma unidade de negócios com operação independente. Para empregar a capacidade excedente de tripulação e aeronaves, a operadora pretende fornecer até 40 aeronaves Airbus da família A320 ao Grupo Lufthansa, sendo que até 38 aeronaves serão fretadas sob um acordo de seis anos. A reestruturação é resultado de uma análise abrangente de todas as operações, que buscou melhorar a eficiência, limitar a sazonalidade e reestabelecer uma clara proposição de mercado para a companhia aérea. As principais operações da Airberlin serão atendidas por uma frota de 75 aeronaves a partir de meados de 2017, que incluem 17 grandes aeronaves A330 para voos de longa distância, 40 aviões da família A320 e 18 do modelo Q400 para voos de curta/média distâncias, incluindo importantes centros comerciais em toda a Europa.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn