Reforma vai mudar sistema de embarque no Aeroporto de Guarulhos

Obra vai unificar terminais 1 e 2 até dezembro de 2016

A concessionária GRU Airport anunciou que vai investir cerca de R$ 200 milhões nas três mudanças fundamentais da operação do Aeroporto Internacional de São Paulo. A maior delas envolve o embarque, que passará a ser centralizado: depois de realizarem o check-in na companhia aérea, todos os passageiros de voos domésticos e parte dos internacionais vão ingressar na área restrita do terminal pelo mesmo ponto. O local escolhido é a interligação entre os terminais 1 e 2. Uma vez ultrapassados os controles de raio X e de passaportes (no caso dos voos para o exterior), os viajantes se dividirão de acordo com o portão de embarque e o destino. A segunda mudança diz respeito à nomenclatura. O atual terminal 4 vai chamar-se terminal 1. Já o 1 e o 2 passarão a ser um só. Com o embarque unificado, tudo vai se chamar terminal 2. Apesar de a reforma completa só ficar pronta no fim de 2016, a troca de nomes já deve começar a valer a partir de novembro deste ano. A terceira e última modificação envolve a parte comercial. O aeroporto conta hoje com 220 lojas, incluindo livraria, lanchonetes e restaurantes. O problema é que metade dos estabelecimentos está localizada no terminal 3 e essa realidade vai mudar. Até maio do ano que vem, haverá 32 novos pontos, a maior parte dentro da área de embarque. Já no terminal 3, além da recém-inaugurada unidade da Apple, o pacote inclui oito novas lojas. O setor de desembarque também sofrerá ajustes para dar agilidade à chegada a São Paulo. Quem sai dos aviões tem à disposição vinte esteiras nos terminais 1 e 2. No fim do ano que vem, esse número chegará a 24, com a instalação de mais quatro. Mais informações no portal www.gru.com.br.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn