Região Norte revela potencial de expansão comercial na aviação

Origens e destinos dos passageiros na região somam 324 municípios

A Região Norte é um dos mercados aéreos de grande potencial de expansão comercial no Brasil. É o que aponta a pesquisa realizada pela Secretaria de Aviação em parceria com a Empresa de Planejamento e Logística (EPL). O Norte brasileiro possui hoje, 324 cidades de origem e destino em rotas comerciais regulares, o menor número em proporção, considerando a extensa área da região. Entre as rotas ainda não operadas e mais desejadas pelos passageiros, estão os trechos entre Recife/PE e Belém/PA e São Paulo/SP e Macapá/AP. Em 2014, as duas rotas registraram, respectivamente, 82.253 e 73.428 passageiros em voos não diretos. Mais de 150 mil passageiros foram ouvidos, ao longo de 2014, nos 65 aeroportos responsáveis por 98% da movimentação aérea do País. Destes, 14 terminais estão localizados na Região Norte: Manaus e Tefé, no Amazonas; Belém, Marabá, Paraupebas e Santarém, no Pará; Cruzeiro do Sul e Sena Madureira, no Acre; Porto Velho e Ji-Paraná, em Rondônia; Macapá, no Amapá; Boa Vista, em Roraima; e Palmas e Araguaína, em Tocantins. O estudo é o mais completo retrato do transporte aéreo de passageiros já realizado no País. Mais informações no portal www.aviacao.gov.br.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn