SAS

Meta do plano é garantir que a empresa seja totalmente financiada e que o patrimônio líquido esteja em níveis experimentados antes da pandemia

A companhia aérea Scandinavian Airlines anunciou que o governo sueco apresentou uma proposta ao parlamento para apoiar a empresa com até 5 bilhões de coroas suecas como parte do necessário plano de recapitalização devido aos efeitos negativos do COVID-19. Além disso, o governo dinamarquês comunicou a unidade política uma ajuda financeira para a transportadora. A SAS estima que o apoio incluirá novas necessidades de financiamento de cerca de SEK 12,5 bilhões e medidas adicionais. O objetivo do plano de recapitalização é garantir que a operadora seja totalmente financiada e que o patrimônio líquido esteja em níveis experimentados antes da pandemia. O companhia permanece em diálogo com as partes a respeito dos termos e condições do plano e das medidas de compartilhamento de ônus exigidas pelos governos sueco e dinamarquês. Essas medidas envolverão partes interessadas internas e externas, incluindo os detentores de títulos em circulação. A SAS também retomará 16 novas rotas de Copenhague para países como Alemanha, Bélgica, Islândia, Lituânia, Espanha, França, Grécia e Croácia na segunda quinzena de junho e de Estocolmo para vários destinos no Mediterrâneo no final do mês.