TAM flexibiliza regras para minimizar impacto durante a greve dos aeronautas

Passageiros podem optar por alterar seus voos sem custo adicional

A companhia aérea TAM informa que apesar dos esforços do Sindicato Nacional das Empresas Aeroviárias (SNEA) e da Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR) para se chegar a um acordo na negociação salarial com aeroviários e aeronautas, tendo todas as propostas rejeitadas, as categorias anunciam paralisação das decolagens entre 6h e 8h (horário de Brasília) do próximo dia 3 de dezembro, em 12 aeroportos nacionais. A empresa ratifica que está ciente da importância e da responsabilidade do seu serviço prestado à sociedade e está empenhada em mitigar ao máximo os impactos aos passageiros, alheios a sua vontade e sobretudo, oferecer o melhor atendimento diante da situação. Dessa forma, a empresa recomenda aos passageiros com voos domésticos agendados naquela data e horários específicos que estão liberados das taxas de remarcação e diferença de tarifas para que antecipem seus voos ou posterguem sua viagem em até 15 dias a partir da data do voo original, mediante disponibilidade. Do mesmo modo, tanto para voos domésticos ou internacionais, também está disponível o reembolso dos bilhetes marcados para voar entre 6h e 8h, isento de multa, quando assim solicitado pelo cliente. Ultrapassada a data para remarcação e/ou fora das condições acima, o passageiro permanece sujeito às condições normais de compra e utilização dos bilhetes. A empresa alerta ainda os passageiros que podem ocorrer reflexos nos voos domésticos em todo o país no decorrer do dia. Para mais informações, basta entrar em contato com a Central de Vendas (4002-5700 – capitais e 0300 570 5700 – todo o Brasil), ou ir a uma loja da TAM nos aeroportos.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn