TAP

Fabricante europeia tem desenvolvido junto com a operadora, os mais rigorosos testes e análises utilizando recursos com sofisticadas tecnologias, de forma a poder garantir a qualidade do ar a bordo dos aviões

A companhia aérea TAP Portugal tem informado com total transparência e de forma exaustiva os seus trabalhadores, nomeadamente os tripulantes, e também os sindicatos representativos, sobre todas as questões levantadas em torno dos aviões Airbus A330-900, como a existência de odores em alguns voos e o relato de indisposições reportadas por tripulantes. A fabricante europeia tem desenvolvido junto com a operadora, os mais rigorosos testes e análises utilizando recursos com sofisticadas tecnologias, de forma a poder garantir a qualidade do ar a bordo dos aviões. Todos os testes e análises efetuados até ao momento permitem afirmar que a qualidade do ar a bordo das aeronaves do tipo está dentro de todos os limites recomendados. Das centenas de voos já realizados com os A330-900, foram detectados odores em apenas algumas operações, com causas já determinadas e soluções encontradas por parte da Airbus. Também não é possível estabelecer qualquer correlação entre a ocorrência de odores e os episódios de indisposição relatados. Dessa forma, a TAP continuará a desenvolver todos os esforços em articulação com as fabricantes Airbus e Rolls Royce, no sentido de garantir a todos os passageiros e tripulantes, os mais elevados padrões de conforto e segurança a bordo dos seus aviões. Foto: Alex Sandro V. Barbosa