Último Boeing 747 da Lufthansa estocado volta a voar

O último Boeing 747 da Lufthansa que estava fora de operação desde o começo da pandemia em março de 2020, finalmente voltou a voar. A aeronave em questão, um 747-400 de matrícula D-ABTL, ficou estocada por 15 meses no aeroporto holandês Twente Airport. Ontem, a aeronave partiu para Frankfurt, um dos hubs da empresa alemã, onde será colocada em condições de operar regularmente já no próximo mês. As empresas do Grupo Lufthansa, entre elas a Swiss, Austrian, Eurowings e Brussels, retiraram de operação no começo da crise, 700 das 763 aeronaves da frota.

Impulsionado por quatro motores e menos econômico que os birreatores Airbus A350 e Boeing 787, o 747 foi escolhido pela empresa para continuar operando em rotas de alta densidade, ao contrário do Airbus A380, que com apenas seis anos de uso pela Lufthansa, foi definitivamente descontinuado da frota.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn