Veja as novidades da aviação comercial no México

Aeromexico já está voando entre a Cidade do México e Seul, na Coreia do Sul, sem escalar em Monterrey, reduzindo assim o tempo de voo

A companhia aérea Aeromar devolveu um ATR 42-500 e concluiu um processo de capitalização de cerca de US$ 35 milhões, que encerra o envolvimento com o Synergy Group do Brasil e permitirá que a empresa continue operando. A Aeromexico retirou de operação o Boeing 737-700 com matrícula XA-GOL, que foi repassado para a Nordavia como VQ-BBI. Já está voando entre a Cidade do México e Seul, na Coreia do Sul, sem escalar em Monterrey, reduzindo assim o tempo de voo. São quatro as
frequências semanais da rota. Por outro lado, a recém-inaugurada linha entre a Cidade do México e Guayaquil foi suspensa para permitir ajustes no uso da frota atual da empresa, possivelmente relacionados à suspensão das operações do modelo Boeing 737 MAX. Pelo mesmo motivo suspendeu serviços para Liberia, Belize, Punta Cana e Cali. A Interjet recebeu o jato Airbus A320-214 matriculado XA-AYO, que foi trasladado de Ostrava para Keflavik, Bangor e Toluca e colocado em operação na rota entre Toluca, Cidade do México e Tuxtla Gutiérrez. Também recebeu o Airbus A320-214 com prefixo XA-BIG e entrou com pedido junto às autoridades para operar voos para o Equador. As rotas são Cidade do México e Cancún para Quito e Guayaquil. A Viva Aerobus Recebeu o Airbus A320-271N matriculado XA-VIQ, que foi trasladado de Toulouse para Keflavik, Bangor e Monterrey. Desde junho está operando uma vez por semana na rota entre Cancún e Camaguey, em Cuba e inaugurou recentemente as rotas entre Hermosillo, Cancún e Los Cabos, atendendo principalmente aos turistas que visitam estas regiões. Por fim a Volaris retirou de operação o Airbus A320-232 com prefixo XA-VOW, que agora será operado pela Fly One. A partir de outubro próximo passará a voar de Leon/Guanajuato para Fresno e de Monterrey para San Antonio. Foto: Renato Oliveira

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn