Viracopos terá que pagar outorga total em 2015

Recursos são destinados a projetos de desenvolvimento e de fomento da aviação civil no Brasil

A Justiça Federal revogou liminar que objetivava a imediata suspensão do pagamento de parte da contribuição fixa ao sistema devida pela concessionária Aeroportos Brasil, que administra o Aeroporto de Viracopos. A contribuição refere-se ao valor de outorga apresentado no momento do leilão de concessão do aeroporto, em fevereiro de 2012. Ela é paga em parcelas anuais corrigidas pelo Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA). A concessionária requereu a liminar para suspensão do pagamento de R$ 78,24 milhões, de um total de R$ 159,67 milhões, que deveria ser feito em julho último. Essa arrecadação, juntamente com a contribuição variável ao sistema, cujo percentual é de 5% sobre a receita bruta do Aeroporto de Viracopos, é encaminhada ao Fundo Nacional de Aviação Civil (FNAC), administrado pela Secretaria de Aviação Civil da Presidência da República. Os recursos são destinados a projetos de desenvolvimento e de fomento da aviação civil no Brasil. O objetivo é garantir que os demais aeroportos do sistema aeroportuário nacional também se beneficiem dos recursos advindos da iniciativa privada, especialmente, o sistema de aviação regional. Os aeroportos concedidos (Guarulhos, Brasília, Viracopos, Confins e Galeão) estão adimplentes com o recolhimento da contribuição que totalizou, de 2013 até este mês de julho, o montante de R$ 5,16 bilhões. O Aeroporto de São Gonçalo do Amarante vai passar a recolher a contribuição a partir de 2016. Mais informações no portal www.anac.gov.br.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn