Virgin Atlantic

Plano oferece um pacote de refinanciamento no valor de 1,2 bilhão de libras nos próximos 18 meses

A companhia aérea Virgin Atlantic anunciou a conclusão da recapitalização privada de 1,2 bilhão de libras. Seu plano de reestruturação foi sancionado pelo Supremo Tribunal Inglês e formalmente reconhecido no tribunal dos EUA. Essa etapa final do processo legal abre caminho para que a empresa continue seus esforços para emergir da crise lucrativa e sustentável. No entanto, o impacto devastador do COVID-19 na aviação global continua e a transportadora deve tomar outras medidas para garantir a sobrevivência. As perspectivas para os voos transatlânticos, que são essenciais para os negócios da Virgin, permanecem incertas com as viagens entre EUA e Reino Unido reduzidas. Até que as operações retornem em maior número, a sobrevivência é baseada na redução de custos e na preservação do capital. Com base nas perspectivas atuais, a empresa está planejando um cenário em que os voos do tipo não se estendam além das atuais frequências até o início de 2021. Nesse cenário, a capacidade operada em sua rede no quarto trimestre de 2020 seria de cerca de 25% de 2019 e as receitas em 2021 poderão ser apenas 50% dos níveis do ano passado. Dessa forma, a companhia está anunciando uma redução planejada de 1.150 empregos em todas as funções, além de outras ações internas. Mais informações em https://corporate.virginatlantic.com/gb/en/media/press-releases.html .