Virgin Atlantic de olho na Noruega – mas não para os passageiros

 

A Virgin Atlantic Cargo continua a se adaptar à demanda reprimida de passageiros que surge como resultado da pandemia prolongada e das novas restrições rígidas de viagens do Reino Unido. A partir da quarta-feira passada (27/01), a companhia aérea está enviando um de seus Boeing 787 Dreamliner à Noruega duas vezes por semana para trazer de volta o salmão do Atlântico e o caranguejo-rei.

A pandemia gerou algumas rotas interessantes e operações aéreas incomuns. Muitos deles foram feitos em nome de voos de repatriação. No entanto, algumas surgiram de uma oferta para complementar uma receita reduzida de passageiros com receitas de transporte de carga.

A mais recente companhia aérea de passageiros a continuar sua diversificação na esfera apenas de carga é a Virgin Atlantic. A divisão de carga da transportadora agora conecta London Heathrow no Reino Unido ao Aeroporto Harstad/Narvik no condado de Nordland, na Noruega.

A Virgin Atlantic optou por operar a rota com seus Boeing 787s Quem recebeu a honra de inaugurar o novo empreendimento duas vezes por semana acima do Círculo Polar Ártico foi o Dreamliner G-VNYL, “Penny Lane”, com quase três anos de idade. A companhia aérea usou pelo menos 17 do tipo para operações somente de carga desde o início da pandemia.

Foto: Divulgação

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn