Viva Aerobus aumenta lucro operacional em 21% no primeiro trimestre

Mais de 2,8 milhões de passageiros voaram na empresa no período, atingindo uma taxa de ocupação próxima a 85%

O Grupo Viva Aerobus registrou um aumento de 21% em sua receita operacional total no trimestre em comparação com o mesmo período do ano anterior, totalizando 2,676 bilhões de pesos. A receita operacional total é composta por 51% da receita de passageiros e 49% pela receita de serviços complementares. Essa composição é um reflexo de um modelo de negócios que oferece aos passageiros a possibilidade de adaptar sua viagem a partir de várias opções de serviços adicionais. Isso também permite oferecer melhores taxas devido a uma segmentação de custos que lida com as flutuações nas variáveis ​​macroeconômicas, como a volatilidade da taxa de câmbio ou os preços dos combustíveis. Nesse sentido, o aumento da receita operacional foi impulsionado pela crescente preferência dos viajantes, principalmente em janeiro e fevereiro, antes dos efeitos do COVID-19 na demanda de voos. Como resultado, no primeiro trimestre do ano, mais de 2,8 milhões de passageiros voaram na empresa, atingindo uma taxa de ocupação próxima a 85%. Esses números significaram um aumento de 18,4% em termos de viajantes em relação ao período de janeiro a março de 2019. Essa predileção resultou em um aumento de 19,2% na receita por passageiro em relação ao mesmo trimestre do ano passado. Quanto as receitas complementares, também registraram um aumento de 22,8% em relação ao mesmo período do ano anterior. Consequentemente, a companhia também reportou números positivos em relação ao EBITDAR, que totalizaram 607 milhões de pesos, com margem de 22,7%, 13 pontos percentuais acima da margem do primeiro trimestre de 2019.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn