Voos noturnos podem ser até três vezes mais caros

Segundo levantamento da ViajaNet, até as pontes aéreas de maior movimento no País têm valores mais elevados para viagens de madrugada

Ao contrário do que muita gente pensa, as passagens áreas para voos noturnos não são as mais baratas. Muito pelo contrário. Em alguns casos, podem chegar a ser 190% mais caras em relação aos tíquetes para viagens diurnas ou vespertinas. É o que aponta uma pesquisa da agência virtual ViajaNet, que apurou os valores praticados pelo mercado em simulações de compras até o fim do ano. Um trecho do Rio de Janeiro para Recife, por exemplo, custa em média R$ 260 para um voo na parte da manhã efetuado para essa semana. Na madrugada, o valor para o mesmo percurso e na mesma data chega a custar mais de R$ 770, uma diferença de mais de 190%, quase o triplo do valor. Na ponte aérea mais movimentada do País entre Rio e São Paulo, também há diferença significativa no custo das passagens se comparar os voos noturnos com os diurnos. Na madrugada, o tíquete custa cerca de R$ 235 para uma viagem no mês de outubro, enquanto que, tanto no período da manhã quanto da tarde, o mesmo trecho sai por aproximadamente R$ 80. Outro trecho analisado foi entre Brasília e São Paulo. O valor do voo na madrugada no começo de outubro é de cerca de R$ 160, enquanto que, nos demais períodos, a passagem custa uma média de R$ 107. Embora a compra de passagens aéreas com antecedência tenha descontos, uma viagem para dezembro também tem diferença nos valores de voos noturnos e diurnos. De São Paulo para o Rio de Janeiro, um tíquete para a madrugada sai por cerca de R$ 100 se adquirido hoje, enquanto que o período da manhã e da tarde custa por volta de R$ 70, caso a compra seja efetuada hoje. Foto: Paulo Berger

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn