Dassault Falcon disponibiliza duas aeronaves no combate ao COVID-19

Jatos executivos são operados pela subsidiária da empresa especializada em manutenção e operações de voo, sediada no Aeroporto de Le Bourget

Para enfrentar a crise sanitária ligada ao COVID-19, a fabricante Dassault Falcon colocou dois jatos executivos à disposição do Ministério da Defesa francês, como parte da operação destinada a fornecer logística e apoio médico para as atividades de controle do novo vírus. A primeira missão foi responsável por transportar 26 profissionais, além de outra equipe de Brest para a Paris. A duas aeronaves, um Falcon 8X e um Falcon 900, estão equipados para 15 e 13 passageiros, respectivamente. Elas são operadas pela subsidiária da empresa especializada em manutenção e operações de voo, sediada no Aeroporto de Le Bourget. Dependendo das exigências definidas pelas autoridades governamentais, uma ou ambas as aeronaves podem ser disponibilizadas para a unidade do Comando de Defesa Aérea e Operações Aéreas (CDAOA) da Força Aérea Francesa. Capaz de pousar em pequenos aeroportos, em todas as condições climáticas e sem a necessidade de infraestrutura em solo, os modelos permitem que profissionais e equipamentos médicos sejam despachados rapidamente, na França e em todo o mundo. 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn