Operação da ANAC interdita 25 aeronaves executivas

Ação ocorreu entre os dias 11 e 13 de fevereiro em nove aeroportos

A Agência Nacional de Aviação Civil abordou 98 aeronaves executivas entre os dias 11 e 13 de fevereiro, durante a Operação Folião, ocorrida simultaneamente em nove aeroportos do País. Fiscais inspecionaram as operações da aviação geral, na qual os jatos particulares fazem parte. Durante a ação, a ANAC emitiu 25 interdições – Notificação de Condição Irregular de Aeronave (NCIA). Estiveram incluídos na operação os aeroportos de Brasília, Salvador, Goiânia, Belo Horizonte, São Paulo (Campo de Marte), Jundiaí, Sorocaba, Curitiba e Campo Grande. Em cada abordagem foi observada a validade da documentação da tripulação (pilotos e copilotos) e do avião, como a Inspeção Anual de Manutenção (IAM) e o Certificado de Aeronavegabilidade (CA), além das condições das aeronaves, carga fora das especificações, táxi-aéreo pirata, passageiro no lugar do copiloto, excesso de peso e passageiros. Dentre as principais irregularidades encontradas durante a Operação, estão as modificações nas aeronaves sem a ressalva da ANAC. Mais informações no portal www.anac.gov.br.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn