Aeronave de reconhecimento R-35 é empregada pela FAB em novas missões

Sensores de guerra eletrônica ampliam capacidade operacional do modelo

A aeronave de reconhecimento R-35AM Learjet, operada pelo Esquadrão Carcará, inaugurou uma nova etapa em missões de sustentação ao combate durante a Operação BVR-1, que acontece na Base Aérea de Anápolis. Pela primeira vez, a unidade aérea emprega o vetor como aeronave de alto valor, devido ao sensor de guerra eletrônica instalado, capaz de realizar varredura de informações de vetores aéreos num cenário de emprego operacional. Na prática, caças F-5M Tiger fazem a defesa do R-35AM, que utiliza um sensor de capacidade estratégica para colher dados de aeronaves envolvidas no combate. Os dados coletados são analisados para conhecimento da capacidade operacional no cenário tático. Durante a operação de combate aéreo, quatro a oito caças F-5M treinam em diversas variáveis para evitar que a aeronave de alto valor consiga cumprir sua missão no cenário de conflito. Também são treinadas táticas evasivas para avaliar o adestramento da tripulação. Mais informações no portal www.fab.mil.br.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn