Anápolis sedia operação para combate de guerra eletrônica

Treinamento reúne mais de 500 militares em cenários de combate

A Base Aérea de Anápolis sedia até o próximo dia 30 de junho, a Operação Sabre, com a participação dos esquadrões de F-5M, A-1, E-99 e R-99. Cerca de 560 militares estão envolvidos em missões de defesa aérea, ataque ao solo e reconhecimento dentro de um contexto fictício de conflito. O treinamento, organizado pela Terceira Força Aérea (III FAE), visa capacitar as equipes de combate para atuar em cenários de conflitos simulados. Para que o treinamento seja o mais realista possível, é feita a simulação de conflito entre dois países que lutam por uma área de litígio que, temporariamente, encontra-se sob domínio militar. A força amiga é denominada Blue Force e as de oposição, Red Force, que cria um contexto de ameaça. Depois de esgotadas todas as possibilidades de soluções diplomáticas, é autorizada a intervenção militar do país azul contra o vermelho, com objetivo de obter o controle sobre o território invadido. Todo o contexto enfrentado numa guerra real será simulado, como ações de defesa aérea, ataque, controle e alarme em voo, escolta, reabastecimento em voo, reconhecimento aéreo, varredura, vigilância e controle do espaço aéreo e defesa antiaérea. O objetivo é que os esquadrões avaliem as táticas de desempenho frente a um inimigo e o emprego de armamentos simulados. Mais informaç~çoes no portal www.fab.mil.br. Foto: CECOMSAER

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn