ANP e ANAC divulgam nota sobre a qualidade da gasolina de aviação utilizada no país

Grupo de trabalho é criado para apurar denúncias veiculadas

A Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP) e a Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC) decidiram criar um grupo de trabalho conjunto para apurar as denúncias sobre a qualidade da gasolina de aviação (AVGAS) utilizada no país. As duas agências também pediram informações mais detalhadas à associação de pilotos responsável pelas denúncias. Equipes de fiscalização da ANP estão verificando a qualidade do combustível comercializado nos aeroportos, inclusive no Campo de Marte. A ANAC também emitiu Boletim de Aeronavegabilidade aos operadores de aeronaves recomendando que, caso exista histórico ou evidências de contaminação, busquem imediatamente uma oficina de manutenção aeronáutica credenciada para uma avaliação mais detalhada. Ao receber esse tipo de caso, as oficinas devem reportar rapidamente ao Sistema de Dificuldade em Serviço (SDR) da ANAC. Com as informações recebidas da comunidade aeronáutica e com a avaliação feita pela ANP, a Agência poderá avaliar potenciais impactos na aviação geral. Caso seja identificado, a ANAC atuará imediatamente em prol da segurança da aviação podendo inclusive, recorrer a medidas cautelares e emergenciais. A Associação Brasileira das Empresas Aéreas (ABEAR) também esclarece que o combustível utilizado por todas as aeronaves de suas associadas é o querosene de aviação (QAV) e não a gasolina de aviação (AVGAS). Portanto, a interrupção do fornecimento de um lote importado pela Petrobras após a constatação de um problema, não tem qualquer impacto sobre a operação da aviação comercial regular. Mais informações no portal www.anac.gov.br.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn