Aviação geral será pauta no IBAS

Com apenas 2% dos municípios brasileiros atendidos pelas companhias aéreas, a aviação geral se torna extremamente importante para o desenvolvimento da economia nacional

O International Brazil Air Show vai abrir espaço para diversos players do setor de aviação civil e infraestrutura aeroportuária. Um dos segmentos que marcará presença no evento será a aviação geral.Entre os diversos seminários programados para o IBAS, o “Flight Deck Matters”, que ocorrerá no próximo dia 31 de março, discutirá os desafios para a viabilização de operações efetivas na aviação geral, que ainda sofre com a falta de infraestrutura e excesso de burocracia em áreas cruciais como desembaraço de processos regulatórios, administrativos e aduaneiros. Além disso, promete provocar debates que podem influenciar as políticas públicas para o segmento. Nos últimos seis anos, a aviação geral no Brasil cresceu cerca de 20%. De acordo com dados da Associação Brasileira de Aviação Geral, a frota cresceu 1,1% entre 2014 e 2015, pulando de 15.120 para 15.290 aeronaves. Na Europa e nos Estados Unidos ela também continua aumentando. Um balanço anual divulgado pela GAMA (General Aviation Manufacturers Association) mostra que os segmentos de bimotor a pistão e turboélice voltaram a crescer, principalmente por conta da retomada da economia dos Estados Unidos e da Europa. As entregas do primeiro saíram de 110 aeronaves no ano retrasado para 129 em 2016. Já os turboélices saltaram de 557 unidades para 582. No entanto, a aviação geral no Brasil ainda está muito aquém de outras nações, como os Estados Unidos, que contam com dimensões territoriais semelhantes. A falta de capilaridade da aviação regional brasileira, que atende aproximadamente 120 cidades das 5.570 do país, mostra que a aviação geral tem muito espaço para crescer. No entanto, sofre com o número reduzido de aeródromos, aproximadamente 3.000, cinco vezes menos que os Estados Unidos. O objetivo é que o “Flight Deck Matters” do IBAS se torne o grande fórum de discussão do setor. Mais informações no portal www.internationalbrazilairshow.com.br.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn