Brasil, Chile, Equador e Colômbia vão trocar informações logísticas sobre o avião A-29 Super Tucano

Os quatro países que operam o caça de ataque leve assinaram memorando de entendimento

Brasil, Chile, Equador e Colômbia vão trocar informações logísticas e operacionais sobre o A-29 Super Tucano. O memorando de entendimento assinado em Santiago, cria um fórum entre as Forças Aéreas com a finalidade de estabelecer cooperação quanto aos aspectos técnicos, logísticos e operacionais do caça de ataque leve. A colaboração também reconhece a importância de se proporcionar apoio e engajamento para alcançar os objetivos comuns e considera as questões de custo-benefício, aquisição e de desenvolvimento. Por meio do documento, ficam estabelecidos cursos pertinentes aos profissionais da aeronave. O memorando ainda formaliza a cooperação mais estreita por intermédio do grupo de operadores que envolverá o conhecimento e a experiência operacional, o desenvolvimento de capacidades, as aquisições de equipamentos, os programas de desenvolvimento e modificações, o apoio logístico e de serviços relacionados, assim como o intercâmbio de informações e projetos cooperativos. Mais informações no portal www.fab.mil.br. Foto: CECOMSAER

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn