DECEA inicia implantação da plataforma X-4000 no Paraguai

Equipamento irá facilitar o trabalho dos controladores de tráfego aéreo, aprimorando a segurança das operações aeronáuticas

O Comando da Aeronáutica, por meio do Departamento de Controle do Espaço Aéreo (DECEA), e a Dirección Nacional de Aeronáutica Civil (DINAC) estabeleceram no último dia 3 de outubro, um entendimento técnico, baseado no acordo de cooperação firmado entre o Governo da República Federativa do Brasil e o Governo da República do Paraguai, Decreto nº 4.240/2002. O encontro ocorreu no Aeroporto Internacional de Guarani, em Ciudad del Leste, no Paraguai. A ideia é fortalecer o espírito de confiança e cooperação entre os países na área de Defesa de forma colaborativa, tendo como base assuntos de interesse comum e levando em conta os benefícios e vantagens resultantes do apoio logístico entre os países. Como parte deste entendimento, o DECEA é responsável pela implantação do Controle de Aproximação [APP] Guarani, que passará, a partir de abril de 2019, a operar o controle radar da sua terminal, o que contribuirá para a vigilância e segurança das operações na região de Foz do Iguaçu. O sistema utilizado para fazer o controle de tráfego aéreo será o X-4000, uma solução desenvolvida no Brasil, que envolve o software e a estação de trabalho especialimente desenvolvida para a sua operação afim de atender às demandas do controle aéreo com maior aproveitamento e menor custo do que os inicialmente oferecidos pelos modelos desenvolvidos no exterior, facilitando o trabalho dos controladores e aprimorando a segurança das operações aeronáuticas a partir da console de tráfego aéreo. O Subdepartamento de Operações do DECEA ficou responsável pela capacitação operacional dos controladores. O acordo prevê ainda, um conjunto de cursos para capacitação na área de segurança operacional e gerenciamento de fluxo, consolidando a parceria entre os dois países. Mais informações no portal www.fab.mil.br . Foto: Benito Latorre

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn