Estação radar para ampliar vigilância aérea é inaugurada em Corumbá/MS

Entrada em serviço visa potencializar a identificação de aeronaves voando em baixas altitudes naquela região de fronteira

Em continuidade ao processo de modernização da rede de radares de vigilância do Sistema de Controle do Espaço Aéreo Brasileiro (SISCEAB) e com o objetivo de aprimorar o controle do espaço aéreo na fronteira do Brasil com o Paraguai e a Bolívia, a Força Aérea Brasileira inaugura em Corumbá/MS, uma nova estação radar composta por radares primário e secundário. A entrada em serviço desses novos equipamentos visa potencializar a identificação de aeronaves voando em baixas altitudes naquela região de fronteira, trazendo benefícios operacionais tanto para o controle civil de aeronaves, quanto para a defesa aérea, aumentando a capacidade de detecção de tráfegos não autorizados ou de emprego ilícito, colaborando decisivamente para o sucesso das ações de policiamento do espaço aéreo e de combate ao narcotráfico. Portanto, além de auxiliar no controle do espaço aéreo, a nova estação vai proporcionar a ampliação da vigilância e o combate ao tráfego aéreo ilícito, com foco no Centro-Oeste brasileiro. O equipamento de modelo LP23SST-NG, fabricado pela empresa Omnisys no Brasil, faz parte de uma nova geração de radares primários de longo alcance, com capacidade para detectar aeronaves cooperativas e não-cooperativas e serão equipados com a capacidade de altimetria permitindo a identificação dos alvos com precisão, além de funções de proteção eletrônica que resguardam os radares contra interferências eletromagnéticas, sejam elas intencionais ou não. A FAB, por meio da Comissão de Implantação do Sistema de Controle do Espaço Aéreo (CISCEA), e a Omnisys assinaram no final de 2018, um contrato para o fornecimento de três radares. As localidades de Porto Murtinho e Ponta Porã serão as próximas a contarem com o equipamento. Foto: CECOMSAER

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn