Força Aérea Argentina não poderá comprar o caça FA-50

Veto do Reino Unido na negociação com os coreanos

Um grande entrave surgiu dias atrás nas negociações do futuro caça para equipar a Força Aérea Argentina. A empresa Korean Aerospace Industries (KAI) divulgou que não poderá levar adiante o programa de fornecimento dos caças FA-50  Fighting Eagle para o país sulamericano, devido a um veto do Reino Unido, cujo avião possui uma série de componentes fabricados pelo país europeu. Os novos aviões seriam os substitutos dos clássicos Lockheed Martin A-4AR Fightinghawk que não deverão permanecer por muito tempo em operação. As alternativas seriam agora na mesma categoria, o italiano M-346, ou o russo Yak-136.  

 

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn