Formada equipe europeia de motores NGF

 

Foi formada a equipe franco-alemã-espanhola responsável pelo desenvolvimento do motor que impulsionará o European Next-Generation Fighter (NGF). Como uma primeira etapa, a Safran Aircraft Engines da França e a MTU Aero Engines da Alemanha anunciaram uma joint venture 50/50 conhecida como EUMET GmbH (equipe de motor militar europeia) em 29 de abril, após cartas de intenções anteriores e termos de acordo. No mesmo dia, foi anunciada uma parceria entre a EUMET e a espanhola ITP Aero.

A ser chefiada por um CEO indicado pela Safran e com sede em Munique, Alemanha, a EUMET supervisionará o desenvolvimento, a produção e o suporte do motor do NGF, que por sua vez faz parte do programa mais amplo do Future Combat Air System (FCAS). Além disso, a joint venture supervisionará a integração do Snecma (Safran) M88 existente – que fornece energia ao caça Rafale – no demonstrador voador planejado para o NGF.

As três nações parceiras estabeleceram um cronograma para o FCAS, com a próxima fase de pesquisa e tecnologia (R&T 1B / 2) devendo ter recebido aprovações nacionais em meados do ano. No início de abril, o La Tribune da França informou que a Airbus e a Dassault chegaram a um acordo provisório após divergências sobre suas respectivas posições sobre compartilhamento de trabalho, propriedade intelectual e outras questões. O acordo foi posteriormente confirmado por uma liberação do Senado francês, embora nenhuma das empresas tenha feito um comentário oficial.

Foto: Airbus via MTU

 

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn