Helibras homenageia os 30 anos de operação da frota de Esquilo da FAB

Pilotos de asas rotativas passam por formação na aeronave

Desde 1987, todos os pilotos de helicóptero da Força Aérea Brasileira têm um ponto em comum: a experiência de voar o helicóptero H-50 Esquilo. A aeronave fabricada pela empresa brasileira Helibras é utilizada para a formação dos aviadores que seguem para aviação de asas rotativas. Para comemorar esse marco, a fabricante realizou uma cerimônia na LAAD. Um total de 2.156 pilotos já passaram pela formação na aeronave, realizada pelo Esquadrão Gavião, sendo a maioria militares da FAB, mas também representantes do Exército, forças armadas estrangeiras e policiais civis e militares. Só em 2016 foram 1.840 missões de treinamento realizadas pela unidade, sediada em Natal/RN desde 2006, quando foi transferida de Santos/SP. A formação dos novos oficiais conta com adaptação diurna e noturna, missões de emergência, rapel, içamento na água, resgate sobre a terra com utilização do guincho, carga externa, área restrita, voo em formação, helipontos elevados, navegação a baixa altura (NBA), além de missões de busca e escolta com o emprego de armamento. O primeiro helicóptero do modelo (HB 350B) chegou à FAB em 1986. Ele também foi operado pelo Esquadrão Poti e faz parte ainda das frotas da Marinha do Brasil e do Exército Brasileiro, além de forças policiais. A aeronave desenvolvida pela empresa francesa Aerospatiale, atualmente Airbus Helicopters, já teve mais de 5 mil unidades produzidas desde o seu primeiro voo em 1974 e ainda está em produção. Também em 2016 a FAB registrou 150 mil horas voadas com os helicópteros da marca Helibras/Airbus Helicopters. Atualmente estão em operação os Esquilos, o VH-35, o VH-34 Super Puma, VH-36 Caracal e o H-36 Caracal. Foto: CECOMSAER

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn