Hermes 450 é empregado pela primeira vez em combate aéreo simulado

Aeronave remotamente pilotada potencializa o emprego aeroespacial no exercício

A aeronave remotamente pilotada (ARP) Hermes 450 participa pela primeira vez de um exercício de combate aéreo simulado. Em operação pela Força Aérea Brasileira desde 2011, o modelo de fabricação israelense tem como objetivo potencializar as ações de emprego aéreo durante a Operação BVR2/Sabre, que é realizada na Base Aérea de Anápolis. Cumprindo missões focadas no controle aéreo avançado e como posto de comunicações no ar, a ARP permite maior consciência situacional no combate do exercício. Com um sensor eletro-óptico e um sensor infravermelho, a ARP é capaz de atuar de dia e à noite. Ao repassar as informações captadas pelo sensores, a aeronave auxilia o direcionamento dos aviões de combate para determinado alvo, potencializando o emprego aeroespacial. Mais informações no portal www.fab.mil.br. Foto: CECOMSAER-Cb.V.Santos

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn