Indra realiza voo pioneiro com drone de 1,25 tonelada

Modelo Targus facilitará o trabalho de atender missões de vigilância, combate a incêndios e colaborar em operações de busca e salvamento

A empresa global de consultoria e tecnologia Indra e a companhia de engenharia e aeronáutica Gaerum realizaram um fato pioneiro ao conseguir colocar no ar um drone opcionalmente tripulado (OPV) de 1,25 toneladas e 11 metros de envergadura. O êxito foi obtido em uma série de voos experimentais, realizados em espaço aéreo não segregado. As companhias projetaram o drone de modo que tivesse espaço opcional para um piloto dentro, que durante os testes esteve presente no aparelho e se encarregou de realizar a manobra de decolagem para que uma vez no ar, pudesse ceder à estação de controle em terra o comando da aeronave designada Targus. Os testes foram realizados na Espanha e representam um marco bastante significativo, já que nenhum outro Veículo Aéreo Não Tripulado (VANT) havia obtido permissão antes para realizar operações como estas anteriormente. As empresas acreditam que se trata de um passo importante para trazer cada vez mais inteligência e tecnologia ao setor. Com o êxito, o projeto passa a última fase para completar o desenvolvimento com pilotagem opcional. A ideia é que ainda este ano, o Targus possa ser reconhecido como a aeronave mais eficaz e avançada para realizar missões de vigilância e salvamento marítimo, controle de áreas de pesca, proteção ambiental, detecção de derramamentos no mar, controle do uso do solo, do patrimônio e apoio na luta contra as queimadas. Mais informações no portal www.indracompany.com.

Share on facebook
Facebook
Share on twitter
Twitter
Share on linkedin
LinkedIn